domingo, junho 02, 2013

branca como uma lula



Tenho sempre grande relutância a mudanças bruscas mas hoje, devido à imposição das temperaturas, lá me decidi a largar as meias e pôr os pézinhos ao léu. De qualquer forma, prudente, usei um vestido comprido, porque coragem para pôr os caniços de fora, essa, ainda não há... 
Ao caminhar pela rua debaixo do sol, fiquei chocada com o reflexo albino que os meu pés emitiam. Poderia pensar que nenhum fio de sangue me corre nas veias, tal é a cor da pele, que – pobrezinha – não recebe dignos banhos de sol há quase 2 anos... 
Advoga a admirável Dita Von Teese que meio caminho andado para uma tez perfeita e com look retro, é a sua alvura. Pois sim, nela fica um encanto, em mim o resultado é deplorável e o único toque retro garantido advém exclusivamente da indelével marca do passar do tempo, sem esquecer os laivos de amarelo, verde e roxo que mancham o alabastro. 
Enfim, ouvi dizer que os calores vão diminuir nos próximos dias. Estão a ouvir, perninhas? Têm a perfeita desculpa para voltar a esconderem-se dentro dos collants.  
Quanto à cara, nada a fazer. Só mesmo com um saco de papel enfiado até ao pescoço.

Etiquetas:

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Curiosamente o tom branquelas também tem o seu encanto, né?

novembro 15, 2013 7:25 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Mais recente›  ‹Mais antiga