terça-feira, maio 07, 2013

metamorfose

Multitasking durante a madrugada, nunca provou ser uma opção prudente.
Eu que o diga enquanto, envergando uma das minhas 7 vidas, me dedicava a um dos meus 70 "empregos".
Por um qualquer glitch dos neurónios ou falha na destreza de clicks, enviei a imagem acima reproduzida num longo email que pretendia explicar e ilustrar o encanto e aconchego de uma bela casinha, nesta cidade que tanto amamos.
Hum... não imagino qual foi a interpretação feita pela pobre francesa que recebeu a minha mensagem, attachs incluidos.
O meu mail seguinte, num françiú apressado e macarrónico, a desfazer-me em desculpas e a tentar explicar a gaffe, também foi digno de nota, bien sur, hãan? Daí não estranhar a ausência de um reply, até à data...
Mas isto foi um sinal! Um sinal, caros senhores, que não poderei ignorar.
Vai demorar mais um mês, mas a triste verdade é que já me encontro em activo processo de mutação... de fada –––> para sardinha.  
Kafka certamente compreenderia-me, e se ele sentiu pêlos hirsutos a rasgarem a carne, asas a nascerem das costas e olhos tornados esferas perismáticas, também eu já vou sentido uns laivos de bracinhos transformados em moles barbatanas, pele revestida por escamas viscosas e olhos arremelgados e esbugalhados.
Nunca uma visão futurológica se revelou tão credível.
Creio que não devem estar a perceber patavina.
Um dia explico. Ou nem por isso. Pela boca morre o peixe %-\  

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Mais recente›  ‹Mais antiga