quinta-feira, abril 13, 2006

o 2º esquerdo

Os meus vizinhos de cima, são um casal de velhotes inofensivos, assim... à primeira vista...
A senhora é um doce, dentro do seu bibe de quadradinhos, passeando pela trela um cão com ±114 anos. O senhor, do pouco que lhe ouvi a voz, mais parece rosnar ao chamar pela Maria, mas a televisão dele ouve-se na perfeição.
Mudaram-se há pouco mais de um ano e, logo nos primeiros dias, percebi que não iria ter grandes problemas com eles, mas o mesmo não se iria passar com o resto da família. Sinceramente até à data ainda não consegui contabilizar quantos filhos e netos têm... mas que estão cá sempre (r-i-g-o-s-a-m-e-n-t-e todos os dias apartir das 07h45 da manhã), sobre isso não tenho a menor dúvida. Não imaginam as crises de nervos e de desespero que sofro com estas criaturas. Os adultos têm pés de chumbo (a qualquer hora), sendo que a ala feminina não abdica de andar de botas e saltos altos a correr pelos corredores de madeira. Quanto às crianças... até os familiares se exasperam com elas. Imaginem eu, com o meu lustre de mais de 1 metro de diâmetro, a baloiçar prosaicamente, enquanto elas saltam à corda.
Ando a perder a cabeleira, mas sou eu própria que a arranco %-(

***********************************

Ontem, às 07h30 in the morning, começei a ouvir ruídos ainda mais estranhos do que o habitual...
Entre raspadelas e marteladelas, o reboliço no 2º Esq. impediu-me de dormir
descansada. Às voltas enrolada nos lençóis fiquei com os cabelos em pé quando, às 08h30 tocaram à campainha. Claro que não respondi e, furiosa, mantive a insónia por mais umas horas porque o barulho não parou.
À tarde, encontrei na caixa do correio, um naco de papel esfarrapado com umas garatujas que me levaram horas a decifrar. Tentavam explicar qualquer coisa como: o Sr. XXX pedia desculpa pelo incómodo mas estava com problemas na cozinha e o pedreiro queria vir cá inspeccionar os meus canos. Iria estar fora até 2ª feira próxima mas solicitava que eu abrisse a porta ao trôlha, quiçá quando, quiçá a que horas...
Ao assinar, o dito senhor agradeceu e identificou-se como proprietário do 1º Esq.
O curioso é que o 1º Esq. é de propriedade MINHA.

***********************************

Esta manhã, lá pelas 07h00 e picos... ouvi outro reboliço espantoso, desta vez nas grades das varandas do andar de cima.
Estranho... porque o chinfrim era grande e foi prolongado. Fui esticar o pescoço à janela e nada vi, mas logo a seguir o reboliço alastrou-se pelo interior da casa. Com várias – muitas – pessoas a correram de um lado para o outro, a abrirem gavetas e armários, a arrastarem móveis, a darem saltos mortais.
Nesse momento fiquei apreensiva porque, : uma vez já tentaram assaltar o andar de cima trepando pelas grades das janelas e pelas varandas... : o senhor escreveu que ia estar ausente até 2ª feira (a questão do 1º Esq. podia ter sido uma gralha...), : ainda não eram horas para o pedreiro & numerosa equipa estarem a mexer na mobília e a vasculharem nos quartos.
Conclusão: são mesmo ladrões!!! =%-O
De orelhas espetadas a ouvir o desenrolar das aventuras e enquanto procurava um qualquer número de emergência, ouvi a porta do prédio abrir-se e o casal de velhotes subir com alguns elementos da prole. Vão apanhá-los em flagrante!!! Mas, afinal só regressaram a casa, juntando-se ao resto dos outros 34 filhos, noras e enteados (???!!!).
Passados 5 minutos começam todos a descer as escadas aos tropeções. Abri a porta e saudei o Sr. XXX que arfava com 4 malas e uma geleira na mão. Sr. XXX eu???, não... sou o Sr. YYY, e do Sr. XXX nunca ouvi falar! Obras? Canos? Muito menos!
Bem, entre a sensação de alívio, de confusão e de estupidez, fico contente por ter sido informada que a família vai passar a Páscoa à terra.
Em relação a tudo o resto... deve ter sido um qualquer fenómeno Twilight Zone...

Etiquetas: ,

5 Comments:

Anonymous Di said...

Boa Tarde, cara vizinha! Por acaso não me podia arranjar um raminho de salsa?
Ah, que saudades da melhor vizinha do mundo...dos cházinhos...das longas ...longas conversas...realmente "nos teus dedos nasceram horizontes", não fossem eles de fada!
Realmente vizinhos no andar de cima, com mais de 70 anos, são um perigo! Eu que o diga nem a roupinha podia estender e era sempre bom ouvir às 4h da manhã em altos berros a TVI!Nunca cheguei a perceber o que tanto arrastava àquela hora.
Porém há sempre maneira de arrefecer os ânimos, que o diga a vizinha do 2º dto eh eh
mil Beijocas

abril 13, 2006 3:05 da tarde  
Blogger fada*do*lar said...

Porém... porém... há quem leve com um balde de água fria pelo totiço abaixo, que é um consolo para arrefecer os ânimos... (lindo! lindo! lindo!)
Ai-ai... mas agora nem me queixo, ela nunca mais atirou cenouras e couves murchas para a minha varanda. Ando cheia de sorte!
Olha, entre o 2º Esq e o 2º Dto, venha o diabo e escolha. Acho que vizinhas perfeitas só se encontram uma vez na vida, e tu trocaste-me por outro código postal, snif :-(
E agora? A conversa da pantufa? A fofoca do lava-loiça? A tarte de limão pró bigodes? As cadeiras para os jantares? Nunca mais serei a mesma...
Mimos ao A. e à A. e a vizinha apareça mais vezes para uns cházinhos virtuais (e traga o tricôt!) :-D

AH! Ainda não sabes: a tua casa vai ser vendida! %-O
Que destino me esperará?...

abril 13, 2006 3:47 da tarde  
Blogger jorge said...

olá! olá!
já comento! já comento!

esses vizinhos são infernais!!
se a twilight zone se instala talvez um dia sejam substituidos por uma embaixadora nas maldivas ou algo do género...

quanto ao teu destino, será brilhante!

;-)
um beijinho

abril 14, 2006 12:48 da manhã  
Blogger fada*do*lar said...

Olá vizinho Tota!

Ainda bem que estás optimista quanto ao meu destino. O andar à venda não é o do vizinho de cima, mas o do lado. Ou seja: paredes meias! com uma varanda a espreitar para dentro da minha cozinha!!!
Só me podem sair umas ignóbeis criaturas de Marte, verdes, com 7 olhos e língua viperiana!

abril 15, 2006 4:13 da tarde  
Blogger Ana [Lua] said...

Eu seria incapaz de viver nessas condições. Para mim o sono é sagrado.
Eles só podem fazer barulho entre determinadas horas.

abril 28, 2006 12:29 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Mais recente›  ‹Mais antiga