sábado, março 16, 2013

the great american (and portuguese) cake

 
No outro dia cometi a suprema bravura de entrar na Fnac. Aquilo que durante anos foi um hábito quase diário, passou a ser uma raridade e deixei de frequentar aquele antro de perdição, porque quando não há meios ($$$) evitam-se as tentações. E eu não gosto de sofrer mais do que é estritamente necessário.
Mas desta vez não resisti e, um pouco a medo, fui desfilando por entre os escaparates de muitos e muitos livros que me piscavam o olho, estendiam os bracinhos abertos, escancaravam as páginas, em pedidos e súplicas desavergonhadas. Leva-me! Leva-me! Leva-me!
Fui forte. Mesmo com olhos de Bambi e coração despedaçado, recusei todos estes pedidos de namoro. Até... chegar à mesa dos livros de cozinha. Pronto. Abarbatei o livro num segundo e corri para a caixa sem olhar para trás, e sem dar hipótese ao meu grilo falante para começar a sua retórica.
Considero este acto imponderado como um sinal positivo. Convenço-me que significa que algo em mim está pronto a regressar a pequenos nadas de que tanto gosto e que por tantas razões descurei. Passei de: quero fazer bolos, para: vou fazer bolos! :)
Não conhecia a Julie mas os seus creamcakes seduziram-me. Estou desejosa de experimentar as receitas – quase todas tradicionais e –, já agora, a versão dela do Red Velvet.
E delícia das delícias, a menina tem um blog e um site, onde – espante-se! – tem à venda muitos produtos da maravilhosa marca Wilton. Acabaram-se malas carregadas destes goodies vindos de New York (ou trazia eu, ou enviava-me a minha prima, ou lá vinha a pobre da minha tia ajoujada de farinhas e fermentos mágicos).
A Julie é norte-americana mas vive em Portugal desde 1998 e nas notas biográficas consta que:

"Formou-se em Artes Plásticas trabalhando primeiro como Ilustradora Profissional 
e mais tarde como Designer Gráfica.
Tem 33 sobrinhos, quatro cães e dois gatos"

Sinto que somos almas gémeas, ou quase. 
Afinal, para a perfeita sintonia só me faltam 33 sobrinhos, três cães e dois gatos.
 
"O calor do fogo e o do coração são, sem dúvida, 
dois maravilhosos ninhos para fazer crescer coisas boas."
Querida Julie, subscrevo de cruz.

Etiquetas: ,

1 Comments:

Blogger eli said...

ainda bem que "ainda" não se engorda só de ver :) tem uns fotografias..deliciosas ;)

março 16, 2013 11:35 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Mais recente›  ‹Mais antiga