domingo, novembro 24, 2013

sincronização


Qual é a probabilidade de alguém: 
– arrastar, escada abaixo, a carcaça de uma barata (morta, mortinha, já bem planificada e praticamente liofilizada), ao longo de 2 andares;
– no rés-do-chão, fazer pontaria e conseguir chutá-la para a rua através da frincha da porta de entrada;
– conseguir que a dita cuja aterrasse – de patas para o ar –, em cima dos pés da pessoa que, no exterior e nesse exacto momento, se preparava para entrar no prédio.
?
Volto a repetir: qual é a probabilidade? 
Nenhuma? Concordo. Ou, vá, quase nula?
Salvo... se, a pessoa em questão prestes a meter a chave à fechadura for eu.
Passado o susto e reacção inicial de gritar e levantar os olhos para as nuvens: "argh! pelos deuses do Olímpo, do céu chovem baratas!?", interrogo-me incrédula porque raio não jogo no euromilhões todas as semanas.
Aliás, regarding the odds, talvez devesse apostar todos os dias. A probabilidade confirma jackpot garantido.

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Mais recente›  ‹Mais antiga