quarta-feira, setembro 11, 2013

the happy dance

Admito que ultimamente a minha crença em historinhas de fadas, la-la-lands, bolhas cor-de-rosa feitas de suspiros e algodão doce, e fantasias similares, tem sofrido embates demolidores. A esperança em enredos floridos e finais felizes tornou-se, digamos, ténue. Nem pareço eu, não é?
Há mais de um mês que, entre outros ressaltos da vida, ando consumidinha até à medula, no meio de (mais um) cenário trágico. Superadas as etapas dolorosas, durante 5 dias aguardei um telefonema. Não chegou e hoje, com suores frios, peguei no telefone. Enquanto ouvia as notícias do outro lado, num exercício masoquista e pessimista previ mentalmente o pior veredicto, até ao momento em que me disseram exactamente o oposto do que antecipara.
Resumindo, a bolinha de pêlo do meu coração foi operada e o diagnóstico, estatisticamente, era mau.
Mas revelou-se, feitas as análises, positivo e uma ervilha que lhe tiraram da barriguinha, afinal é um quisto benigno!
Ok, big drama, é só um cão... Não interessa, é a minha Milú, mas – e perdoem-me todos por quem nutro grande amizade, amor e afecto –, é a única família que me resta, a minha fonte segura e incondicional de realidade cem por cento boa, 24 horas por dia, todos os dias. Sem ela não sou eu.
E é assim.
Milú Maria vai morrer velha! E rabugenta :))))

Etiquetas: ,

4 Comments:

Blogger Moskki said...



Milu Maria...não pregues sustos destes....(tadinha)..

Beijinhos para a Fada e uma festinha para a Milu Maria!!!

setembro 12, 2013 10:07 da manhã  
Blogger fada*do*lar said...

Isso nem imaginas! Nem imaginas o susto que me pregou %-\
Perdi anos de vida e uns 2 quilos com a ralação...

setembro 14, 2013 5:59 da tarde  
Blogger Ms. Bipol said...

Long live Milu!

setembro 14, 2013 7:07 da tarde  
Blogger fada*do*lar said...

That's the spirit, sister!

setembro 18, 2013 1:55 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Mais recente›  ‹Mais antiga