segunda-feira, junho 04, 2012

games, give me games



Há muito que desisti de me gabar que vivo sem televisão, blá-blá-blá...
Não serve de nada fazer-me de forte, porque a magia de uma caixinha brilhante à frente do nariz (computador, leia-se), tem o profundo poder de me hipnotizar.
Ainda agorinha começou a 2ª série Game of Thrones e hoje já deve circular por aí o último episódio. Vou ver em slow motion para fazer render... Caramba, esta semitiquice de uns reles 10 episódios por ano não chega para alimentar a nossa necessidade de dragões :(
Resta continuar a seguir algumas cusquices, entre trailers, teasers ou pérolas registadas behind-the-scenes e deliciosos making-of. E esperar por 2013...
Entretanto, pouco mais me prende a atenção para além do Mad Men, claro.
Outro estilo de mobília, eu sei, e definitivamente uma bem mais fácil de se lhe limpar o pó...

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Rachelet said...

Cucu!

Ainda não me rendi ao Game of Thrones, mas outra série que me deixou coladinha ao ecrã com teclas foi o Revenge, que terminou há coisa que uma semana a 1.ª temporada.
Uma versão Hamptons e feminina do Conde de Montecristo, em suma.
Também tenho apreciado o Hart of Dixie, mas é mais pelos modelitos e pelo sotaque sulista, razão que também me põe a ver o True Blood.

junho 04, 2012 7:35 da tarde  
Blogger fada*do*lar said...

Kuku!
Que prazer reler-te nestas paredes! :D
Game of Thrones é um épico! Francamente maravilhoso, tudo.
Revenge vi uns quantos mas não me convenceu muito. Dallas, regressa, estás perdoado, eheheheheh.
Hart of Dixie - não conheço.
True Blood, vou vendo. Excluindo o genérico genial, aquilo é tão mau, que quase, quase, se torna bom.
Tirando o facto insuportável de tanto a Sookie como todos os vampiros - aquando com a dentuça de fora - se tornarem todos uns sopinha de massa... %-\
Eu sei, a fada é esquisita nos seus gostos, mas aguarda sempre novas sugestões :))))
Bisous*

junho 04, 2012 7:58 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Mais recente›  ‹Mais antiga