sexta-feira, maio 04, 2007

rain-bow


Fosse a fada um camaleão...
Momentos de profundo roxo rasgado de vermelho,
intermitentes de amarelo misturado com azul,
e leves salpicos de laivos verdes.
Nem por isso os dias deixam de ser pálidos.

Etiquetas:

12 Comments:

Blogger SA said...

o cíume pode ser também a desconfiança e o temor...

maio 04, 2007 5:21 da tarde  
Blogger Mimi said...

Oh Diabo...
Menina Fada: uma Primavera que se revelasse em todo o seu esplendor, ajudaria em alguma coisa?

maio 04, 2007 6:02 da tarde  
Blogger eli said...

não gosto, falta a cara de alegria e contentamento.
**

maio 04, 2007 6:43 da tarde  
Blogger fada*do*lar said...

Qualquer coisa ajudava...

Também não gosto, garanto.
Não é um manifesto, é a realidade... onde a alegria e o contentamento não marcam grande presença. Nem sob a forma de falsas "máscaras".
Fada em dias amargos. Cabe a todos. Sorry lá,amigas. Bjs.

maio 04, 2007 8:40 da tarde  
Blogger Silvares said...

Fada, fada, minha amiga, faço notar que a alegria e o contentamento não são máscaras. A Felicidade (lembra-te das tuas coleguinhas da Cinderela) é a mais real de todas as fadinhas que nos alumiam os caminhos nas horas obscuras!
:-)
Felicidade não se finge. Não tem máscara.

maio 04, 2007 8:49 da tarde  
Blogger Silvares said...

Digo eu que sou uma espécie de Ogre (verde e tudo que sou um sportinguista doentio, chiça penico!)

maio 04, 2007 9:27 da tarde  
Blogger fada*do*lar said...

Amigo Silvares,
Absolutamente! Tens toda a razão.
Quando a felicidade regressar será genuína. :)
A fada mantêm o seu optimismo mesmo quando transformada em Cinderela/Gata Borralheira (forçada e infelizmente só na parte triste da estória). Acredita, acredita que é verdade... até já prometi a mim mesma um dia fazer uma banda desenhada. E aí, vamos todos rir! ;)

maio 04, 2007 9:31 da tarde  
Blogger fada*do*lar said...

ahahahahah!
Vivam os lagartos!!!! HURRAY! :D

maio 04, 2007 9:32 da tarde  
Blogger Carecone said...

Fadinha, por aqui tudo bem, ou indo, se preferirdes... O texto é mais uma ficção com componentes que pegamos em nós mesmos. A saudade não é de alguém, mas de um sentimento... estar apaixonado, faz um certo tempo que não O-COR-RE!!
Não te esqueces que me deves a realização de um desejo! Manda-me uma lusitana baixinha, branquinha, bela e esbelta com toda a inteligência e sensibilidade que só tenho visto por aí, mesmo que em blog!! Se conseguirdes isto, está pra lá de bom tamanho! =)
Beijão!

maio 05, 2007 7:08 da tarde  
Blogger laca said...

DA ESSÊNCIA DO RISO

"(...) O riso e a dor exprimem-se pelos orgãos em que residem o mando e a ciência do bem ou do mal: os olhos e a boca."

(Charles Baudelaire)

bjis
*****

maio 07, 2007 5:35 da manhã  
Anonymous tipografia said...

DA ESSÊNCIA DO RISO

"(...) O riso das crianças é como o desabrochar de uma flor. É a alegria de receber, a alegria de respirar, a alegria de se abrir, a alegria de contemplar, de viver, de crescer. É uma alegria de planta."

(Charles Baudelaire)

maio 07, 2007 5:40 da manhã  
Blogger mi said...

querida fadinha,
um beijinho para ti!

maio 07, 2007 10:32 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Mais recente›  ‹Mais antiga